Páginas

quinta-feira, 26 de maio de 2016

11 coisas que acontecem com o corpo quando comemos ovos


Longe de engordar ou aumentar as taxas de colesterol, o ovo pode ser um apoio para quem quer perder peso e oferecer ao organismo minerais, proteínas e antioxidantes.

O ovo é um alimento muito versátil e nutritivo que deve fazer parte de nossa alimentação, excetuando-se os casos em que for desaconselhável por questões médicas.
Ele é muito fácil de preparar e pode ser combinado facilmente com outros ingredientes saudáveis, como os vegetais.
Apesar de muitos terem chegado a excluir este alimento de seus planos de alimentação devido aos mitos que existem quanto ao seu teor de colesterol, atualmente cada vez mais pessoas optam por ele devido às suas qualidades nutricionais.
Ele é uma fonte natural de aminoácidos essenciais, antioxidantes e ferro, que conferem energia ao corpo enquanto contribuem para o aumento da massa muscular.
Além disso, existem outros benefícios que podemos obter quando adicionamos ovo à nossa alimentação várias vezes por semana. Interessado em conhecê-los? Então confira este artigo!

1. O sistema imunológico se fortalece


O ovo contém 22% dos requisitos diários de selênio, um nutriente essencial que estimula o sistema imunológico e a função dos hormônios da tireoide.
Isto o converte em um aliado para prevenir o desenvolvimento de infecções, ao mesmo tempo em que evita transtornos que comprometem a saúde articular e óssea.

2. Melhora a função cerebral

Contém um nutriente essencial conhecido como colina, que é necessário para a saúde das membranas celulares e a síntese de acetilcolina.
As baixas quantidades de colina no organismo aumentam o risco de sofrermos de problemas neurológicos e deterioração da função cognitiva.

3. Os ossos e dentes se mantêm saudáveis

É uma das fontes naturais de vitamina D, essencial para a absorção adequada do cálcio. Devido a isso, seu consumo frequente contribui para o fortalecimento da saúde dos ossos e dos dentes.
O cálcio também é essencial para manter a boa saúde do coração, do cólon e do metabolismo.

4. O cabelo e a pele melhoram


O ovo contém quantidades significativas de vitamina B, nutriente essencial para manter a saúde e a beleza do cabelo e da pele.
Especificamente, é rico em vitaminas B2 e B12, que também favorece a conservação da saúde cognitiva.

5. Aumenta a energia

Um ovo pode nos proporcionar até 12% dos requisitos diários de vitamina B2, também conhecida como riboflavina.
Essa é apenas uma dos oito tipos de vitamina B que participam no processo por meio do qual o corpo transforma os alimentos em combustível.
Seu consumo diário melhora o rendimento físico e previne os clássicos sintomas da fadiga.

6. A sensação de saciedade se prolonga

Por ser uma fonte natural de proteínas, comê-lo também ajuda a controlar a sensação de fome durante a jornada.
Foi demonstrado que seu consumo no café da manhã ajuda a evitar a ingestão excessiva de calorias em outros momentos do dia.

7. Alivia o estresse e a ansiedade


Ter uma deficiência de qualquer um dos nove aminoácidos essenciais que o ovo contém pode nos conduzir ao desenvolvimento de problemas de saúde mental.
Por exemplo, dietas que contêm quantidades importantes de lisina conseguem reduzir ao máximo os episódios de estresse e ansiedade.

8. A saúde visual melhora



A gema de ovo contém dois antioxidantes essenciais que protegem e promovem a saúde ocular. Trata-se da luteína e da zeaxantina, que reduzem o risco de degeneração macular e catarata.
Ao consumir estas substâncias várias vezes ao mês diminuímos as probabilidades de ter incapacidade visual na idade adulta.

9. Aumenta o tecido muscular

Ao contar com todos os aminoácidos essenciais que o corpo requer, o ovo oferece proteínas de alta qualidade que apoiam a formação de tecido muscular.

10. Diminui o risco de anemia


Um dos nutrientes essenciais que o corpo precisa para a produção de glóbulos vermelhos é o ferro.
O ovo oferece quantidades significativas deste nutriente, e isso o transforma em um aliado para prevenir e combater transtornos crônicos como a anemia.

11. Ajuda a perder peso

Pessoas que estão tentando perder peso de forma saudável devem adicionar este alimento em seu plano de alimentação.
Ainda que o ovo não seja específico para queimar gorduras, ele promove uma sensação de saciedade e suas proteínas servem para obter melhores resultados para perder peso. O melhor momento para comê-lo é durante o café da manhã, já que deste modo aproveitamos seus benefícios durante o dia.
Para concluir, trata-se de um alimento muito completo do ponto de vista nutricional e que, em porções adequadas, não supõe nenhum risco para a saúde.


quinta-feira, 2 de julho de 2015

O poder da venda direta





Venda direta pode ser o seu próximo negócio.

05/04/2015
Saiba quais são os investimentos necessários e como escolher a área certa para atuar Atualmente temos diversas empresas de vendas diretas que oferecem oportunidades para milhares de pessoas não só no Brasil, como no mundo todo. No link abaixo você pode conhecer quais são as empresas associadas à ABEVD: http://www.abevd.org.br/empresas-associadas/ Ao longo deste mês demos várias dicas de como encontrar a empresa ideal para começar neste setor, e abaixo você pode conferir mais algumas. Antes de começar, você precisa ter a certeza de que ama o produto ou o serviço com o qual quer trabalhar, por isso, é importante que escolha uma área da qual tenha alguma afinidade. Por exemplo, se você gosta de moda e acompanha tudo o que acontece neste universo, pode escolher uma empresa de roupas ou acessórios. Após escolher a área, veja se o produto que irá revender será consumido mensalmente pelos clientes. Procure ter produtos de consumo mensal para conseguir repetir as vendas mês após mês e ter um rendimento mensal. Veja qual o nível de concorrência. Tente encontrar um produto único, e leve em consideração a quantidade de concorrência no mercado que vai atuar. Se no seu bairro já tem uma grande quantidade de revendedoras de cosméticos, por exemplo, não será uma boa ideia investir nesta atividade também. Veja qual será o investimento inicial e quanto tempo vai demorar para ter um retorno. Faça uma lista das empresas com as quais você gostaria de trabalhar e em seguida entre em contato com algum revendedor direto ou diretamente com a empresa e faça perguntas. Fonte: ABEDV - 23/03/2015 às 10:52






Qual negócio de venda direta mais combina com você?

05/04/2015
Avaliar a seriedade dos negócios de vendas diretas é uma das dicas para descobrir qual o seu perfil Cada empresa possui suas próprias regras, porém é comum que você tenha que adquirir um kit de negócios e alguns produtos para iniciar o seu próprio negócio. Porém, assim como qualquer outro negócio, o sucesso da venda direta está ligado à habilidade de atrair e manter clientes. Isso significa que, além de adquirir o kit de negócios e participar de treinamentos, você também pode investir nos clientes e em propaganda. Como identificar uma oportunidade Com tantas empresas de venda direta atuando no mercado, como saber qual tem mais o seu perfil? Confira algumas perguntas que devem ser feitas antes de fechar o negócio: 1. A empresa possui produtos de qualidade, com preços compatíveis e um mercado promissor? 2. A empresa tem uma missão clara e objetiva que inspira suas equipes? 3. A empresa oferece um plano de oportunidades reais e que permite que as pessoas ganhem dinheiro com as próprias vendas ou em pequenas equipes? 4. A empresa oferece um sistema de treinamento que forme e guie os líderes a apoiarem suas equipes? 5. A empresa é associada à ABEVD? Fonte: ABEDV - 30/03/2015 às 11:16






Estratégia de produto é fundamental na venda direta

05/04/2015
Fazer um planejamento pode ajudar na hora das vendas Muitos revendedores diretos se esquecem de que também é preciso investir nos produtos que revendem, e que uma estratégia de venda pode fazer toda a diferença para os números no final do mês. Por exemplo, se você tem um produto que vende em grandes quantidades, não deixe que ele acabe e tenha em mãos produtos variados para manter o cliente interessado. Outro fator importante é tentar manter um círculo de amizade. Aos donos dos negócios de vendas diretas, ter novos produtos chama a atenção não só dos antigos, mas também de novos clientes. Uma empresa com mais de 20 anos no mercado, por exemplo, necessita de uma grande variedade de produtos. Não importa o quão revolucionário é o produto hoje, com o passar dos anos as pessoas poderão perder o interesse por ele. Portanto, ao iniciar a venda de um produto, faça uma pesquisa com os consumidores. Caso queira investir em outro tipo de negócio, por exemplo, veja com os seus clientes se eles também comprariam esses produtos ou se indicariam para os amigos ou familiares. Fonte: ABEDV - 27/03/2015 às 11:09






Por que não podemos ignorar o poder das vendas pelas mídias

05/04/2015
Presente no dia a dia da maioria das pessoas, investir nessas ferramentas pode ajudar a alavancar os negócios Muito se tem falado sobre o poder das mídias sociais no processo de influência de vendas. O “curtir” de amigos e recomendações de colegas são fundamentais para nos ajudar a tomar decisões de compra, e as empresas que são capazes de se envolver com os cliente via rede social são mais propensas a ter sucesso. Recentemente, o professor da Sloan School of Management, do MIT, Juanjuan Zhang, lançou um estudo sobre o poder de persuasão das mídias sociais sobre os compradores e reforçou as noções aprovadas no início da era digital. O poder da persuasão Zhang e outros colegas da Escola de Economia e Gestão da Universidade de Tsinghua, na China, realizaram um estudo de como os posts sobre um programa de televisão no Weibo (microblog chinês, similar ao Twitter) afetaram a audiência do programa. O estudo mostrou que esses posts foram os responsáveis pelo aumento de 77% da audiência. O pesquisador acredita que o Twitter e outras redes sociais são plataformas de diálogo – uma porta de notícias dos dias atuais, que postam histórias e serviços e se tornaram fonte de notícias. “O que os microblogs mostram é a capacidade de organizar pessoas de forma que elas se engajem com pequenos textos informativos, o que reflete a forma de consumo da informação nos dias de hoje”, explica o professor. Redes sociais e a venda direta Os compradores e consumidores devem avaliar não somente o potencial das redes sociais na venda direta, mas também criar formadores de opinião que tenham capacidade de divulgar notícias e informações ao longo do dia. É preciso avaliar a influência em duas categorias: formadores de opinião e distribuidores de informação. Ao pensar nas redes sociais é preciso lembrar do valor do senso comum como um fator determinante para alcançar o máximo de resultados e de custo-benefício. Numa época em que a propaganda e o marketing estão sendo analisados e repensados, o uso inteligente das redes sociais e dos meios de comunicação é essencial. Fonte: ABEDV - 25/03/2015 às 10:03






Novos players fazem setor de venda direta ficar disputado.

05/04/2015
Preenchendo o vácuo deixado pelo Grupo Hermes, que durante muito tempo foi um dos grandes nomes no segmento de venda direta no Brasil, marcas como Marisa e Polishop lançaram seus catálogos e começaram a atuar no mercado de revenda. O cenário é aumento da concorrência, e especialistas no ramo observam o processo de recuperação judicial do Grupo Hermes, que tinha um mix de produto bastante variado. A entrada da Marisa e da Polishop expande o leque de possibilidades de compra e venda nesse modelo de mercado, hoje com 90% de produtos referentes a cuidados pessoais. Em 2014, o cenário continuará concorrido e receberá empresas que, embora não oficialmente anunciadas, já têm entrada garantida no portfólio de venda direta no País, segundo Roberta Kuruzu, diretora executiva da ABVED (Associação Brasileira de Empresas de Venda Direta). O Brasil é hoje o quarto no ranking de venda diretas, com uma carteira de 4 milhões de revendedores, que colocam no mercado produtos de marcas como Natura, Avon, Herbalife e Amway etc. A rede de lojas Marisa, especializada em vendas de vestuário, encerrou o ano passado - primeiro ano de operação em venda direta - com as expectativas de faturamento superadas em 20%, segundo informações de Marcel Szajubok, gerente geral de vendas diretas da marca. A meta é faturar R$ 500 milhões até o final de 2015 e ter 100 mil revendedores ativos em todo o País, até 2017. Analistas de mercado garantem que a expansão das vendas por catálogo está alinhada ao atual momento do mercado brasileiro, que tem número cada vez maior de pessoas em busca de autonomia no trabalho. Segundo Roberta Kuruzu, a venda direta sempre foi muito bem vista. "Você coordena a sua própria agenda e ainda dá para fazer qualquer outra coisa". No atual panorama do mercado brasileiro, comerciantes e consumidores estão mais exigentes, querendo maiores possibilidades, melhor atendimento e, como reiterado pela diretora executiva da ABVED, mais qualidade de vida. A tendência é que o movimento continue se transformando e as vendas diretas deixem de ser predominantemente um complemento de renda, mas passem ao montante total. Para Szajubok é possível ser revendedor de várias marcas ao mesmo tempo: "um catálogo, entre tantos outros". Para os que querem complementar a renda, "o catálogo pode chegar ao trabalho e ao cabelereiro". A venda direta sempre foi um dos meios mais fortes de venda no País. A proporção é: a cada 10 brasileiros, sete já compraram nesse modelo. Isso explica a grande adesão ao projeto da Marisa. Marcel Szajubok conta que "a aceitação foi positivamente surpreendente, inclusive pelos acionistas". A empresa encerrou o primeiro ano com mais de 18 mil revendedoras atuando em nove estados. A estratégia é estar em todo o País em no máximo dois anos. Grupo Hermes e multicanal Na contrapartida da expansão da Marisa, que amplia o foco e alcança o mercado de venda por catálogo; e da Natura, que atuava exclusivamente no modelo de venda direta e agora já tem lojas físicas, o Grupo Hermes, ao ampliar as frentes de venda e alcançar o e-commerce teve prejuízos determinantes para a sua falência. Rumores de mercado apontam, aliás, que houve problemas no controle financeiro do estoque daquele e-commerce. Ainda que com a ressalva do que sucedeu ao gigante Hermes, após tentativa de expansão de sua atuação no mercado, Marcel Szajubok diz que a ampliação das frentes de venda faz parte da estratégia de multicanal, na qual as marcas pretendem alcançar o consumidor em todos os momentos de sua vida. A revenda No que diz respeito aos pedidos das revendedoras, estudos indicam que usualmente é feito um pedido por mês à central de distribuição de uma empresa, a um ticket médio de R$ 350,00. No caso da Marisa, esse valor corresponde a 12 peças de vestuário, em média. A um revendedor são oferecidos cursos e capacitações sobre produtos, gestão de renda e melhor aproveitamento das promoções divulgadas nos catálogos. Na Marisa, as revendedoras recebem um novo catálogo por mês, com convites para nova capacitação quanto a técnicas de venda e tecidos, principalmente. A venda direta propicia trabalho em conjunto com os consumidores. "O atendimento é customizado e dentro da casa do cliente". Os dados da Marisa mostram que a maioria das revendedoras é da classe B e os consumidores estão, principalmente, na classe B e C e têm entre 20 e 35 anos. "Damos oportunidade para qualquer um", garante Marcel Szajubok que também já foi o gestor das vendas direta da Natura, empresa que se consolidou no Brasil nessa frente de venda. Fonte: DCI

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Conquistando o Brasil



 ALGUMAS PESSOAS GASTAM TEMPO E ESFORÇO TENTANDO ALGO QUE NUNCA VAI DAR CERTO.
OUTRAS CHEGAM ATÉ AQUI PARA DAR START NO SUCESSO.

Saia da Defensiva

O Marketing multinível está conquistando o Brasil, aproveite a oportunidade

O Marketing Multinível (MMN), também conhecido como Marketing de Rede, já representa 96,7% dos US$ 32,18 bilhões de faturamento do setor de Vendas Diretas nos Estados Unidos (fonte: DSA – Direct Selling Association ). No Brasil, porém, essa onda apenas começou a se formar. Segundo a última divulgação feita pela ABEVD, em 2009 o setor registrou um crescimento de 18,4% em relação ao último ano, com um movimento de R$ 21,858 bilhões.
O Brasil já é o quinto maior mercado mundial de Vendas Diretas, embora o Marketing Multinivel ainda represente menos de 10% desse faturamento. Parece pouco, mas vale lembrar que o Marketing Multinível dobrou sua participação nos últimos três anos e vem ganhando cada vez mais espaço na mídia.Autores consagrados já se renderam à novidade, como Donald Trump, Robert Kiyosaki, T. Harv Eker, Roberto Shinyashiki, Lair Ribeiro e Mauro Halfeld, apenas para citar os mais influentes.

MARKETING MULTINIVEL: UM NEGÓCIO LEGÍTIMO, LEGAL E ÉTICO.

O que é o Marketing Multinível
Trata-se de uma estratégia empresarial de distribuição de bens e serviços, onde a divulgação dos produtos se dá pela indicação “boca a boca” feita por distribuidores independentes. Por esse trabalho, tais distribuidores recebem bônus, que seriam utilizados nas milionárias campanhas de propaganda tradicional. Além da indicação dos produtos, os distribuidores poderão indicar outros distribuidores e, assim, construir uma organização de escoamento de produtos com possibilidades de ganhos ilimitados.

Reconhecimento da Indústria

O Marketing Multinível surgiu em 1903 e em 1979 tornou-se uma indústria reconhecida, quando o governo americano reconheceu a legitimidade da operação da Amway Corporation, na época a maior empresa do setor. Desde então, o modelo de negócio do MMN é entendido como uma legal maneira de distribuir bens e compensar desempenhos.

Legitimidade Comercial

Por quase todos os países do globo, milhares de empresas de Marketing Multinível faturam, ano após ano, bilhões de dólares, com total permissividade por parte dos governos e órgãos competentes. Trata-se de uma indústria estabelecida como qualquer outra, que recolhe impostos, gera empregos, oportunidades e riqueza para pessoas e nações.

Números pelo Mundo

• De cada oito lares americanos, pelo menos um desenvolve uma atividade de Marketing Multinível.
• Universidades Americanas já oferecem cursos de Marketing Multinível em suas grades curriculares.
• 27% do PIB americano é proveniente da indústria do Marketing Multinível.
• 24% do PIB japonês é proveniente da indústria do Marketing Multinível.
• 20% dos milionários americanos construíram sua fortuna com negócios baseados em Marketing Multinível.
• Nos Estados Unidos, empresas como Coca-cola, Colgate Palmolive, Cit Bank, entre outras, têm suas próprias divisões de Marketing Multinível ou se utilizam da estrutura de empresas do setor para escoar algumas de suas linhas de produtos, com características pertinentes a esse sistema de vendas.

Chegou a hora do Brasil

Embora ainda estejamos “engatinhando” em relação ao Marketing Multinível, o perfil empreendedor do Brasileiro vem fazendo a indústria explodir nos últimos anos. Para endossar a afirmação de que o “momento do Brasil chegou”, além do crescimento geométrico das tradicionais empresas do setor, como Herbalife, Forever Living, Amway Corporation, podemos apontar a entrada de algumas gigantes tradicionais

Oportunidade clara

Venda Direta movimenta fortemente a economia no Brasil

Reportagem da TV GLOBO mostra que as Vendas diretas no Brasil movimenta a economia, beneficiando milhares de famílias. Essa é uma boa opção para quem está sem emprego ou até mesmo para quem deseja iniciar um negócio extra.Este mercado de trabalho de vendas diretas ou como é conhecido Marketing Multinivel ( marketing de rede) oferece grandes beneficios e vantagens para quem deseja obter seu próprio negócio em vendas ou distribuição. Veja o video e saiba mais detalhes:

Brasil

3º maior consumidor de cosméticos do mundo

O Brasil subiu da quarta para a terceira posição no ranking mundial de consumo de cosméticos, desbancando países como a França, a Alemanha e a Inglaterra. O dado é do Instituto de Pesquisas Euromonitor, responsável pelo levantamento do consumo de cosméticos no mundo. O que elevou o Brasil para a terceira posição no ranking mundial foi um aumento no consumo dos produtos do setor no mercado brasileiro, o que representou um crescimento de 26% em dólares, contra um crescimento estimado de 1,2% no mercado global.Em 2005, o Brasil já havia desbancado mercados tradicionais, como a Alemanha e a Inglaterra. Agora, com vendas no valor de US$ 18,2 bilhões, superou também o mercado francês ficando atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão, que ocupam respectivamente o primeiro e o segundo lugar.Há dois anos, o Sebrae têm desenvolvido diversas ações que vem impulsionando cada vez mais as pequenas indústrias do setor no Brasil. As ações são realizadas por meio de um convênio firmado com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abhipec) e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).De acordo com a coordenadora nacional da carteira de projetos de cosméticos do Sebrae, Regina Diniz, antes de 2005, o Sebrae já atuava no segmento, mas de forma isolada em alguns estados. “Com o convênio, essas ações foram ampliadas e intensificadas, como no caso, da regularização sanitária, considerada um dos grandes problemas enfrentados pelo setor. A regularização sanitária é o registro obrigatório exigido pela a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a fabricação de cosméticos. Muitas empresas ficam na informalidade por não possuírem esse registro”, afirma.Em Salvador, o Sebrae local conseguiu tirar várias empresas da informalidade, na categoria sanitária. Empresas que viviam na informalidade, por não terem o registro da Anvisa, hoje já podem produzir seus produtos com tranqüilidade, já que estão seguindo todas as exigências feitas para o setor. Com o convênio, o Sebrae saltou de três para sete projetos que acompanha no setor de cosméticos.Entre as ações desenvolvidas pelo Sebrae está a realização de diagnósticos e planejamentos estratégicos em nove estados do País; promoção da adequação das pequenas empresas às exigências da Anvisa e as Boas Práticas de Fabricação; sensibilização das unidades do Sebrae na Federação; aproximação dos elos da cadeia produtiva; identificação das necessidades dos insumos necessários para a indústria; entre outras. “O Brasil pode chegar, em breve, a segunda colocação no ranking mundial. Para isso, o setor vem com muita dinâmica e potencialidade”, afirma Regina Diniz.

Dados de mercado

Nos últimos cinco anos, as exportações do setor de cosméticos tiveram um crescimento acumulado de 138%, atingindo US$ 484,4 milhões. Em 2006, a valorização do real em relação ao dólar provocou alta nas importações do setor, que subiram 39%, se comparadas ao ano anterior, chegando a US$ 294,5 milhões.No mercado interno, a indústria do setor também registrou bons resultados, com um aumento de 5,6%, em volume, e 14% em faturamento. Para este ano, a Abhipec estima que o setor cresça aproximadamente 12%. A previsão é de que os investimentos se mantenham em US$ 100 milhões, ao ano, até 2010, e sejam direcionados prioritariamente à expansão das fábricas já instaladas.Para dar conta dessa produção, a indústria da beleza é um dos setores da economia que mais emprega mão-de-obra feminina no Brasil. As oportunidades de trabalho, somando profissionais de beleza, como cabeleireiros, manicures, esteticistas, vendedores em lojas de franquia e revendedores de produtos se aproximam da casa dos 3 milhões.

Terra Prometida

Prestes a se tornar o 2º maior consumidor global, Brasil recebe avalanche de consumidores e distribuidores

Os perfumes e cosméticos ocuparam o topo da lista dos itens de maior saída no fim do ano de 2011, segundo levantamento da Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings).
No período natalino, as vendas do segmento subiram 18% em relação a 2010, enquanto o varejo de shopping cresceu apenas 5,5%. Ao longo de 2011, a comercialização de cosméticos nesses centros evoluiu 13%.
O fato de o segmento apresentar diversidade de preços levou muita gente a comprar sabonetes, perfumes ou cremes hidratantes para dar de presente.”São boas opções tanto para quem não pode gastar muito quanto para quem quer gastar mais”, afirma Nabil Shayoun, presidente da Alshop. A ascendente classe C, claro, ajudou a engordar as vendas.”O mercado de perfumaria e cosméticos brasileiro avançou muito em 2011. O Brasil está prestes a ocupar o segundo lugar no ranking mundial do setor, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e ultrapassando o Japão. Com isso, temos cada vez mais oportunidades.

Aumente sua Renda

Venda direta esta aumentando a renda de milhões de pessoas

Quase 3 milhões trabalham no setor, que é dominado por mulheres. Cosméticos são os mais vendidos.
O desejo de estipular o próprio horário e a necessidade de pagar o curso de enfermagem levaram a enfermeira Nara Salete Brissow a se dedicar à venda direta.
Faturando, em média, R$ 3 mil por mês, a distribuidora descobriu, ao longo dos anos, a fórmula do sucesso.”Ter um produto na mão e fazer amizade. Se você for legal com uma pessoa, ela vai te indicar para outras. Desconhecidos me ligam atrás de produtos”, afirma.Em junho de 2011, a consultora falou para um público de mais de 10 mil pessoas sobre como vender e vencer na vida de vendedora.
O ganho de R$ 1.500 por mês segue para as despesas domésticas que ela tem e para quitar mensalidades do carro adquirido.
“Uma cliente me ligou querendo um sabonete. Veio até minha casa e saiu com centenas de produtos. Ninguém quer esperar”, afirma, orgulhosa.As histórias não são incomuns hoje no setor de vendas no país. De acordo com a ABEVD (Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas), a modalidade gera rendimentos para mais de 2,89 milhões de famílias.
Profissional fica com cerca de 30% do lucro
“Existem cerca de três milhões de revendedores no país. Mais de 95% são mulheres”, afirma Rodolfo Guttilla, vice-presidente da ABEVD.
No Brasil, de cada produto revendido atualmente, o vendedor fica, em média, com uma margem de 30% do lucro, de acordo com a ABEVD.
“Quanto maior o interesse pela área comercial e pela aproximação com o público, maior será a chance de se dar bem com a venda direta”, diz Marshal Raffa, diretor-executivo da Ricardo Xavier Recursos Humanos.Passo a passo
- Seja organizado, tenha o cadastro de clientes sempre atualizado
- Quanto mais itens você tiver a oferecer, maiores serão as chances de vender
- Evite cometer erros de português
- Acredite no produto que você está vendendo
- Cuide da aparência profissional.




Excelente vídeos que abordam assuntos relacionados ao MMN. 

Título: Depoimentos de Grandes Ícones sobre a indústria do Multinível MMN !!


Título: CARACTERÍSTICAS DE UM VERDADEIRO PROFISSIONAL DE MARKETING MULTINÍVEL!
Link:

Título: Superação e Perseverança são fundamentais para o Sucesso em Vendas Diretas e Multinível.
Link:

A oportunidade do seculo.


Se você quer algumas centenas de reais a mais por mês ou busca uma carreira totalmente nova, aprenda como ter um estilo de vida melhor e um estilo de vida onde você trabalha por conta própria, determina seu horário e vê seu rendimento crescer, não importa qual seja a sua experiência profissional.

Torne-se independente financeiramente!

Imagine nunca mais ter de depender de seu chefe, de sua empresa, do governo, ou da ajuda de membros da sua família. Tenha sua independência financeira.

Escolha onde quer viver

Você pode morar onde quiser, na casa de seus sonhos, dirigindo o carro que escolher e, ainda, com mais tempo para fazer o que gosta. O melhor de tudo é que você pode conseguir isto em poucos anos, trabalhando a partir de sua casa, perto de sua família.

Este é o seu sonho?

Isto parece um sonho? Por que este sonho está tão distante da maioria das pessoas? Como você pode realizá-lo para você e sua família?

Nos dias de hoje, as pessoas gastam muito tempo no trânsito e trabalham mais do que antes. Como resultado, passam menos tempo fazendo o que gostam e com a família.

Quantos vivem o sonho de suas vidas?

Estatísticas do trabalho revelam que, de cada 100 pessoas que começam a trabalhar aos 25 anos, quando chegam aos 65...
  • 1% está rico.
  • 4% poupou o suficiente para aposentar-se.
  • 3% ainda trabalha para se manter.
  • 63% depende do governo ou de caridade.
  • 29% faleceu.
  • 95% dos brasileiros se aposentam pobres, depois de trabalharem por 45 anos!

Destinados ao fracasso financeiro?

Esses fatos são amedrontadores. O pior é que eles representam pessoas reais, que fazem o máximo para sustentar suas famílias, e, no entanto, apenas 5% terão capital suficiente para a aposentadoria ou ficarão ricas. Isto significa que, a maioria das pessoas com as quais você cruza diariamente, jamais atingirá um nível de segurança financeira.

Por que tantas pessoas acabam falidas?


  • Os contracheques estão diminuindo para milhões de brasileiros
  • Mais de 3 milhões de empregos são eliminados por ano
  • Taxa de falência empresarial aumentará face aos avanços tecnológicos

Vale a pena trabalhar tanto?

Antigamente, o trabalho duro, a dedicação e a lealdade eram o caminho para a segurança financeira.
Infelizmente, no mundo de hoje, um plano de vida como há 30 ou 40 anos atrás não funciona mais da mesma maneira. Se funcionasse, não haveria tantas pessoas sofrendo crises financeiras.
Por que será que o que funcionava para as antigas gerações não está funcionando atualmente?

O Nascimento de uma nova economia

Por que tantas pessoas se encontram hoje em dificuldades financeiras? Por causa das mudanças econômicas. A antiga economia evoluiu para a economia atual! E muitas pessoas estavam tão ocupadas trabalhando que não se aperceberam disso.


Os primeiros sinais dessas grandes mudanças começaram a surgir nos anos 70. Continuaram a evoluir pelos anos 80 e, finalmente, nos anos 90 nos levaram a uma era econômica completamente nova.

Um novo conjunto de regras para uma nova economia

Esta nova economia possui um conjunto de regras diferente daquele com o qual a maioria das pessoas está familiarizada. As regras antigas eram algo como: estude bastante, conclua o segundo grau, forme-se na universidade, obtenha um emprego, invista na sua aposentadoria, aposente-se aos 65 anos e viva a 'boa vida'.


Esse plano funcionava bem na antiga era econômica. Aqueles que ainda tentam viver de acordo com as regras antigas muitas vezes se vêem frustrados e vivendo estilos de vida marcados por...
  • Ambos os cônjuges trabalhando.
  • Filhos para as creches.
  • Adolescentes crescendo sem a presença dos pais.
  • Mais horas trabalhadas e menos dinheiro no bolso.
  • Frequentes mudanças de empregos, em função de dispensas, cortes e reduções nas empresas.
  • Impossibilidade de se aposentar aos 65 anos porque os planos de seguridade são insuficientes ou inexistentes.
  • Tensões financeiras.
  • Falência pessoal.
Para muitas pessoas, o sonho de possuir uma bela casa, dirigir um carro, usufruir de férias com a família, parece ser um sonho do passado, algo impossível de ser atingido.




Não importa por quanto tempo você siga o 'plano errado', ele nunca se tornará o 'plano certo'!






  • A vida sem patrão - Veja
  • A fogueira das profissões - Amanhã
  • O desafio de arranjar emprego - Veja
  • Acredite no seu sonho - Isto É
  • Dono de seu nariz - Isto É
  • Você ganha o que merece - Você S/A

Há regras que o rico aplica e outras regras que 95% das pessoas aplicam...Robert T. Kiyosaki
Ninguém planeja fracassar, mas fracassa por não planejar.Jim Rohn
Você pode aprender a utilizar essas novas regras

Regras atuais para mudanças financeiras

Nem todos estão em dificuldades financeiras hoje em dia. Há aqueles que entenderam a mudança que ocorreu e aprenderam a criar riqueza utilizando as novas regras aplicáveis na economia atual.

Você também pode usar essas regras e assim começar a desengavetar aqueles sonhos que você chegou a acreditar que nunca mais alcançaria.


Que regras são essas e como você pode utilizá-las para mudar sua vida? Vamos dar uma olhada...

Regra n° 1: Seja o seu próprio patrão!

O escritor líder em vendas na lista do New York Times, Robert T. Kiyosaki ('Pai Rico, Pai Pobre'), coloca da seguinte maneira: 'Se você quer ficar rico, precisa ter o seu próprio negócio...'

Regra n° 2: Esteja em um negócio que aplique os princípios de sucesso da nova economia.

A nova era de negócios segue princípios de sucesso da nova economia, que possibilita mais pessoas a terem sucesso como empresários. Esses princípios eliminam muitas das desvantagens antes presentes na antiga economia, quando se iniciava um negócio próprio.

Essas são duas regras usadas por muitos que criam riqueza nesta nova era econômica.


  • Nos EUA, a renda média anual de um trabalho em casa bem sucedido é de 50.000 dólares.
  • No ano passado, 20% desses empresários tiveram uma renda bruta entre 100 e 500 mil dólares.

Conhecendo e aplicando as regras:

Conhecer quais são as regras e saber como aplicá-las são duas coisas bastante diferentes. Podemos dizer que construir um negócio de sucesso é bem parecido com a construção de uma casa. O resultado final será tão bom quanto o projeto que foi originalmente utilizado.

Um modelo de negócio que aplica princípios comprovados:

Utilizamos um modelo comprovado para o sucesso financeiro. Um projeto que aplica as novas regras da riqueza através de um sistema automático de negócios, fácil de ser aprendido e acessível a todos.

Um negócio a partir de casa que qualquer pessoa pode aprender


Você pode realizar seus sonhos!

Nosso sistema de negócio lhe capacita a aplicar as novas regras econômicas de uma maneira comprovada e poderosa, que você pode aprender.

O sistema incorpora o seguinte:
  • A tecnologia trabalhando para você!
  • Utilize a força da internet para tornar seu trabalho mais simples e direto.

  • Faça parte das indústrias de um trilhão de dólares!
  • Participe da mais explosiva onda econômica desde a Revolução Industrial!

  • Comece Hoje Mesmo
  • O sistema já está pronto. Você precisa de apenas alguns minutos para configurá-lo e então colocar todo o poder de nosso sistema a seu serviço.

Nosso sistema disponibiliza ferramentas que você pode utilizar para criar o estilo de vida de seus sonhos.

  • Comece em tempo parcial, sem prejudicar sua carreira ou trabalho atual.
  • Aprenda como aumentar sua renda.

Pronto para explorar suas possibilidades?

Se você é o tipo de pessoa que deseja obter mais da vida e está realmente buscando um meio de alcançar esse objetivo, então deverá fazer o seu sucesso.
Nós temos visto pessoas com diversas experiências profissionais e das mais variadas camadas sociais realizarem grandes mudanças em suas vidas com este negócio. O que elas possuem em comum é um forte desejo de conquistar mais e a força de vontade de realizar esse desejo.

Muitas pessoas já realizaram seus sonhos através deste sistema. Por que não VOCÊ?

Algumas coisas que você deve considerar...

Levar em consideração o seu futuro é algo que não deveria ser deixado em segundo plano. Você deve estar bem informado para fazer escolhas e tomar decisões que tenham o potencial de causar um impacto na sua vida.